sexta-feira, 25 de abril de 2014

Matéria Escura pode ter causado extinção dos dinossauros?


Com informações da Nature e New Scientist - 25/04/2014


Será a matéria escura responsável pelas "ondas de escuridão" que marcam as extinções em massa na Terra? [Imagem: APS/Alan Stonebraker]

Cometas e matéria escura


Dois físicos da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, estão propondo que a extinção dos dinossauros, e várias outras extinções em massa na Terra, podem ter sido causadas por cometas arremessados pela matéria escura.

É um cenário ainda longe de uma demonstração convincente, mas os argumentos parecem fazer sentido - o artigo que propõe a teoria foi aceito para publicação na principal revista de física do mundo.

Na verdade, embora a sequência de eventos que ligariam a matéria escura aos dinossauros, ou mesmo aos cometas, ainda seja muito tênue, a teoria parece estar agradando porque reúne duas grandes questões em aberto: a identidade da matéria escura e se existe um padrão para a queda de cometas na Terra.

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Kepler-186F O Primeiro Planeta do "Tamanho" da Terra

Usando o telescópio espacial Kepler, da NASA, astrônomos descobriram o primeiro planeta do tamanho da Terra orbitando uma estrela na "zona habitável", o planeta está a uma distância de sua estrela onde a água pode permanecer líquida sobre a superfície do planeta.


Embora o tamanho de Kepler-186F é conhecido, a sua massa e composição não são. As pesquisas sugerem que um planeta do tamanho da Terra é rochoso.

Kepler-186F reside no sistema Kepler-186, a cerca de 500 anos-luz da Terra, na constelação do Cisne. O sistema também é o lar de outros quatro planetas que orbitam uma estrela da metade do tamanho e massa do nosso sol. A estrela é classificada como uma anã M, ou anã vermelha, uma classe de estrelas que compõe 70 por cento das estrelas na galáxia da Via Láctea.

Kepler-186F orbita sua estrela uma vez a cada 130 dias e recebe um terço da energia de sua estrela comparado ao que a Terra recebe do sol, colocando-o mais próximo da borda externa da zona habitável. Na superfície do Kepler-186F, o brilho da sua estrela ao meio-dia é tão brilhante como o nosso sol aparece-nos cerca de uma hora antes de anoitecer.



"Estar na zona habitável não significa que este planeta é habitável. A temperatura no planeta é fortemente dependente do tipo de atmosfera do planeta", disse Thomas Barclay, pesquisador do Instituto de Pesquisa Ambiental da área da baía de Ames, e co-autor do artigo. "Kepler-186F pode ser pensado como um primo da Terra, em vez de um gêmeo-Terra. Ele tem muitas propriedades que se assemelham a Terra.

" Os quatro planetas companheiros, Kepler-186b, Kepler-186c, Kepler-186d, e Kepler-186e, orbitam em torno de seu sol a cada quatro, sete, 13 e 22 dias, respectivamente, tornando-se quente demais para a vida como a conhecemos. Estes quatro planetas interiores todos medem menos de 1,5 vezes o tamanho da Terra.

Os próximos passos na busca de vida distante são olhar para os verdadeiros terrestres gêmeos e medir as suas composições químicas. O telescópio espacial Kepler, que simultaneamente e continuamente mediu o brilho de mais de 150.000 estrelas, é a primeira missão da NASA capaz de detectar planetas do tamanho da Terra em torno de estrelas como o nosso sol.

Para quem levantar de madrugada, as 3:50 por exemplo, basta encontrar a constelação do Cisne no céu, o planeta Kepler-186f que pertence ao sistema Kepler-186 estará na "asa esquerda" dentro da área do Cisne. No sistema Kepler-186 existem agora cinco planetas conhecidos.



fonte: NASA http://www.nasa.gov/ames/kepler/nasas-kepler-discovers-first-earth-size-planet-in-the-habitable-zone-of-another-star/#.U1W4uVRdWBN
software Stellarium 0.12

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Eclipse Lunar em Campo Grande

As 00:53h começa oficialmente o eclipse lunar, a partir das 01:58 observadores a olho nu poderão contemplar o inicio do eclipse parcial. As 03:06 da manhã a lua estará completamento envolta em um misto de escuridão e tons vermelhos devido a refração dos raios solares pela atmosfera da Terra.


O pico do eclipse total será as 03:45 e voltara a ser penumbral as 04:24, e por fim terminando as 06:37 da manhã, porém em Campo Grande só poderemos ver até as 05:40 pois a Lua desapareça no horizonte oeste.

Para quem quiser observar outros corpos celestes, teremos Marte a esquerda da Lua durante a noite toda e o planeta saturno seguindo a dupla um pouco mais afastado, como pode ser observado na imagem abaixo.


terça-feira, 8 de abril de 2014

NASA vai disponibilizar mais de 1.000 programas gratuitamente


A NASA anunciou que irá disponibilizar ao público, sem nenhum custo, mais de 1.000 programas de computador.

Organizados em quinze categorias gerais, os softwares englobam uma grande variedade de aplicativos para uso na indústria, academia, agências governamentais, e também pelo público em geral.

"Software é um elemento cada vez mais importante na carteira de ativos intelectuais da agência, que compõem cerca de um terço de nossas invenções relatadas a cada ano," disse Jim Adams, do departamento de tecnologia da NASA. "Estamos muito animados de sermos capazes de tornar esses softwares amplamente disponíveis ao público com o lançamento de nosso novo catálogo de software."

Segundo Adams, os códigos disponibilizados representam as melhores soluções encontradas pela NASA para uma ampla gama de tarefas complexas.

Os programas disponibilizados incluem aplicativos para gerenciamento de projetos, ferramentas de design, tratamento de dados e processamento de imagens, assim como soluções para funções de suporte à vida, aeronáutica, análise estrutural e sistemas robóticos e autônomos.

O lançamento do catálogo de softwares da NASA será feito nesta quinta-feira, 10 de abril, através do site do setor de transferência de tecnologia da agência, no endereço http://technology.nasa.gov/.

Fonte: Inovação Tecnológica